Pular para o conteúdo

Bolsonaro diz que quer volta às aulas presenciais ‘em todos os níveis’

Bolsonaro fez revelações sobre a volta às aulas e briga se instaurou.

Nesta última quarta-feira, dia 2 de dezembro, o Presidente da República Jair Bolsonaro afirmou sobre a vontade do Governo Federal acerca da volta às aulas presencias. A ideia é que ocorra para todos os estudantes.

Os apoiadores no Palácio da Alvorada fizeram esta declaração após o Ministério da Educação fazer a declaração sobre ensino presencial. As aulas presenciais voltariam à normalidade a partir do dia 4 de janeiro do ano que vem. Essa condição seria para as universidades e escolas de ensino federais.

PUBLICIDADE

O Diário Oficial da União fez o anúncio oficial sobre as aulas e ainda revogou a permissão que aceita o ensino remoto como dias letivos por conta da pandemia do novo coronavírus. Esta autorização será permitida até o mês de dezembro.

PUBLICIDADE

A fala do presidente não agradou a todos, muito menos os reitores das faculdades e universidades. Os educadores relataram o perigo de colocar a sua vida em risco, juntamente com os estudantes, por conta da pandemia da Covid-19.

Segundo informações do “O Globo”, O MEC desistiu da portaria. Entretanto a revogação não foi publicada oficialmente até o final desta matéria.

PUBLICIDADE

Entretanto a Metrópoles divulgou recentemente a nota do MEC, relatando que o assunto em questão foi abordado juntamente com o ministro Milton Ribeiro e os assessores responsáveis, mas nenhuma decisão foi estabelecida. A solução para a questão vai ser definida em breve.

Já os apoiadores do presidente revelaram que querem o início das aulas o mais rápido possível e afirmaram que não querem esperar até “2022”.