Pular para o conteúdo

Procuradora é agredida por colega procurador dentro de prefeitura; video tem cenas brutais

Procuradora registrou boletim de ocorrência.

Um vídeo revoltante filmado dentro da prefeitura de Registro, no interior de São Paulo, mostra o momento em que um procurador agride brutalmente uma colega, também procuradora. A agressão teria sido motivada por um processo administrativo aberto pela procuradora contra o agressor.

A procuradora-geral Gabriela Samadello Monteiro de Barros, de 39 anos, é quem aparece nas imagens sendo agredida. A mulher ficou com o rosto ensanguentado depois da sessão de ataque. Uma outra funcionária filmou a cena, enquanto outra colega tentava conter as ações do agressor.

PUBLICIDADE

Demétrius Oliveira Macedo, de 34 anos, que também é procurador na cidade, é alvo de um processo administrativo, que foi aberto por determinação da procuradora Gabriela. O crime aconteceu na tarde de segunda-feira (20).

A procuradora foi brutalmente agredida com socos e chutes, depois ter sido surpreendida com uma cotovelada na cabeça. As agressões só pararam quando funcionários de outros setores ouviram os gritos e foram até o local, contendo Demétrius. O vídeo também mostra que a procuradora foi xingada durante o ataque.

PUBLICIDADE

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Mídia NINJA (@midianinja)

Um boletim de ocorrência foi aberto após o crime. Na delegacia, a procuradora explicou que o processo administrativo foi aberto depois que outras funcionárias relataram medo de trabalhar no mesmo ambiente que Demétrius. O procurador, segundo o caso, teria sido grosseiro com outra funcionária.

PUBLICIDADE

No registro da ocorrência, a procuradora relatou que a abertura do processo administrativo pode ter sido o estopim para o ataque. Ela agora espera que o agressor responda pelas ações.

Em nota, a prefeitura manifestou “o mais absoluto e profundo repudio aos brutais atos de violência realizados pelo procurador municipal contra a servidora municipal mulher que exerce a função de procuradora-geral do município” e afirmou que esta entrando com as providências cabíveis.

Via: g1.globo.com