Pular para o conteúdo

Simony encara o óbito diante dos seus olhos após atropelamento; motorista fugiu sem prestar socorro e caso gera revolta

Em suas redes sociais, a cantora fez desabafos diante do caso, seguindo em busca do responsável pelo atropelamento.

A cantora Simony continua com sentimento de revolta em virtude da morte de sua cadelinha de estimação. No último fim de semana, Chanel, como era chamada, foi atropelada por um motorista na porta do condomínio onde reside na região de Alphaville. Todavia, denunciou em suas redes sociais o fato de que a portaria do condomínio permaneça negando o acesso às imagens do circuito de câmeras de segurança, as quais podem ser fundamentais para o deslinde da questão.

O atropelamento ocorreu por volta das 0h20 da madrugada, entre a noite de sábado e as primeiras horas de domingo. Além de atingir a cadelinha, o motorista fugiu do local sem prestar socorro. De acordo com Simony, o animal de quem era tutora conseguiu escapar por conta de um forte vento que atingiu a sua casa, com força suficiente para que a porta lateral fosse aberta, permitindo a fuga do animal.

PUBLICIDADE

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Simony (@simonycantora)

Nesta semana, a famosa chegou a participar de programas na televisão chamando a atenção para o caso. Inconformada com a injustiça, garantiu que seguirá em busca de informações relativas ao responsável pelo atropelamento a fim de que o mesmo possa ser responsabilizado por sua conduta.

PUBLICIDADE

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Simony (@simonycantora)

“Cada dia que passa eu fico mais triste com o mundo e a maldade das pessoas . Chanel, vou lutar por você até o fim”, foram algumas das palavras de Simony ao comentar sobre o caso. Em suas redes sociais, postou uma foto e um vídeo da cadelinha, com palavras em tom de revolta pelo trágico falecimento.

PUBLICIDADE

Via: natelinha.uol.com.br