Pular para o conteúdo

Vacinação no Brasil contra a Covid-19 já tem previsão para iniciar, mas não será para todos

A população brasileira torce para que a vacina chegue logo e a vida comece a voltar ao normal.

O Ministério da Saúde definiu com um comitê de especialistas o cronograma para vacinação contra a Covid-19 em 2021, sendo que na primeira fase não será toda população que receberá o imunizante, apenas os profissionais da área da saúde, idosos acima dos 75 anos e indígenas.

Nesta reunião a pasta revelou que a vacinação no Brasil contra o novo coronavírus deve ter início em março do ano que vem e a campanha continuará durante todo o ano até dezembro de 2021.

PUBLICIDADE

Uma notícia que deixou todos preocupados é de que não há previsão para vacinar toda população no ano que vem, por isso os brasileiros deverão continuar tomando todas as precauções para evitar que a pandemia avance.

Eduardo Pazuello, ministro da Saúde, considerou como ‘pífias’ as propostas feitas pelas empresas desenvolvedoras da vacina contra a Covid-19, porém, alegou que pode ser analisada a possibilidade de compra do imunizante da Pfizer através de um consórcio.

PUBLICIDADE

O ministro da saúde fez questão de ressaltar que o país poderá ter 300 milhões de doses para o ano que vem, sendo que 100 milhões seriam da AstraZeneca e outros 160 milhões de unidades seriam fabricadas pela Fiocruz.

Ontem o Reino Unido aprovou o uso da vacina produzida pela Pfizer e em breve a população já terá o imunizante disponível para aplicação. Aqui no Brasil será preciso ter paciência porque a princípio, somente aquelas pessoas dos grupos de risco serão imunizadas, pelo menos na primeira fase da campanha.

PUBLICIDADE

 

Via: otempo.com.br