Pular para o conteúdo

Elefante mata idosa de 70 anos, depois reaparece durante funeral e a pisoteia novamente

O caso aconteceu na última quinta, dia 9 de junho

Uma história bastante inusitada ganhou repercussão na mídia mundial nesses últimos dias após o caso ser relatado no jornal britânico ‘Daily Mail’. O caso aconteceu na última quinta, dia 9 de junho, em uma vila de Raipal, que fica na Índia.

De acordo com a história publicada pelo ‘Daily Mail’, a idosa de 70 anos de idade, chamada Maya Murmu, acabou tendo sua vida tirada por um elefante enquanto coletava água na vila em que morava.

PUBLICIDADE

Maya acabou sendo pisoteada pelo animal selvagem, o incidente aconteceu na manhã de quinta. Ela chegou a ser socorrida e levada até uma unidade hospitalar, porém não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Porém, a trágica história da idosa que foi pisoteada por elefante não terminou no hospital com seu falecimento. Segundo relatos, durante os ritos funerários da idosa, o elefante que tinha pisoteado ela apareceu novamente.

PUBLICIDADE

O animal selvagem acabou derrubando o corpo de Maya, pisoteando-o mais uma vez. Logo em seguida, o animal saiu do local e desapareceu na noite.

Após esse segundo ataque e sumiço do animal, a família deu prosseguimento aos ritos funerários. O caso que vem chamando atenção na internet, apesar de ser inusitado, não é tão incomum na Índia.

PUBLICIDADE

De acordo com o ‘World Wildlife Fund’, em torno de 100 pessoas morrem todos os anos na Índia devido aos ataques causados por elefantes.

O governo da Índia, para mitigar esse risco, tenta evitar o encontro entre seres humanos e os elefantes. Eles marcam os animais com uma coleira de rádio que envia mensagem de texto para população da qual o animal se aproxima

Via: dailymail.co.uk