Pular para o conteúdo

Polícia prende sétimo suspeito de envolvimento em roubo a banco em Criciúma

A prisão foi realizada pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope) depois das investigações apontarem que o bando usou a cidade gaúcha como ponto de transição na fuga.

A polícia realizou a prisão de mais uma pessoa suspeita de ter tido envolvimento na quadrilha que espalhou terror em Criciúma, na madrugada do último dia 1º. O homem foi localizado no estado do Rio Grande do Sul, em Três Cachoeiras.

A prisão foi realizada pelo Batalhão de Operações Especiais (Bope), depois das investigações apontarem que o bando usou a cidade gaúcha como ponto de transição na fuga. Junto ao homem, foram localizados materiais que teriam sido usados no roubo.

PUBLICIDADE

O homem foi encontrado com roupas sujas de sangue, além de acionadores de explosivos e um furgão. Antes deste suspeito, a polícia já havia realizado a prisão de 6 pessoas suspeitas de ter integrado a quadrilha, inclusive uma mulher em São Paulo.

Outros dois homens foram presos em São Leopoldo, RS. Três homens foram localizados na divisa entre o Rio Grande do Sul e Santa Catarina, na cidade de Torres. Os três foram presos em flagrante.

PUBLICIDADE

A Polícia Civil não informou detalhes sobre as prisões, nem informou detalhes sobre a identidade dos criminosos. Ao todo, 7 pessoas foram presas sob suspeita de integrar o bando. O crime aconteceu na madrugada do último dia 1º.

O Banco do Brasil, instituição cujo a unidade foi atacada, ainda não informou a contabilização do dinheiro roubado. A informação não foi divulgada, mas acredita-se que a polícia já tenha acesso ao balanço final do roubo. Muito dinheiro também foi abandonado pela quadrilha nas ruas de Criciúma.

PUBLICIDADE

Via: g1.globo.com